Você está aqui: Página Inicial / Direito / Aluno do Direito relata experiência de intercâmbio em Portugal

Aluno do Direito relata experiência de intercâmbio em Portugal

Gabriel participou do programa Ibero-Americanas do Banco Santander em parceria com a FMG
Aluno do Direito relata experiência de intercâmbio em Portugal
Foto Arquivo Pessoal

O aluno do 7º período do curso de Direito da Faculdade Metodista Granbery, Gabriel Cunha Macedo, participou do programa de intercâmbio Ibero-Americanas, realizado pelo Banco Santander em parceria com a Faculdade Metodista Granbery, e contou a experiência de estudar na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP) e morar em Portugal.

O programa teria a duração de um semestre, mas após o surto do Covid-19 as aulas presenciais foram suspensas por tempo indeterminado, foi implementado o sistema EAD e Gabriel acabou antecipando a volta e retornou no dia 18 de março.

O granberyense relatou como foi sua rotina no período que ficou lá (um pouco mais de um mês) e quais aulas frequentou na FDUP. “A rotina estudantil era até um pouco mais tranquila se comparada ao Brasil. Fato que até me surpreendeu um pouco. Como os estudantes internacionais não ficam vinculados exclusivamente a um ano curricular, eu cursava matérias de diferentes anos. Devido a isso, os horários eram um pouco diferenciados. Minhas aulas aconteciam de terça a quinta-feira. Frequentei aulas de Direito Fiscal, Direito Policial, Ciências Forenses I e Crime Organizado e Criminalidade Econômica, sendo as duas últimas da Faculdade de Criminologia da Universidade do Porto (FCUP)”.

Gabriel ressaltou ainda como o curso de Direito da FMG ajudou no intercâmbio. “Na área do Direito, por ser muito específica de país para país, é um pouco difícil tratar dessa narrativa. Apesar disso, digo, sem hesitar, que a FMG foi essencial para que eu pudesse aproveitar o intercâmbio da melhor forma possível. São inúmeros os fatores, mas posso destacar o que acredito ser o mais importante. A rotina acadêmica que a FMG nos "impõe" faz com que estejamos sempre estudando, ou seja, adquirindo cada vez mais conhecimento. Penso que a disciplina é essencial para qualquer um na vida acadêmica”.

Apesar do retorno precoce ao Brasil, Gabriel avaliou a viagem como uma experiência incrível. “Eu fui a Portugal com muitas expectativas e todas elas foram superadas. Não há como deixar aqui, em palavras, todos os sentimentos vividos durante o intercâmbio. Muitas memórias ficarão apenas no coração. Foi o período mais incrível da minha vida. A oportunidade de ir a outro continente, conhecer outra cultura, novas pessoas, tudo isso é mágico. Lá pude conhecer pessoas de diversos países da Europa e América do Sul de África. Conheci também pessoas das mais variadas regiões do nosso país. Durante o tempo em que vivi por lá, não teve um dia sequer que não aprendi algo novo, e isso é simplesmente fantástico. É uma experiência de enorme crescimento pessoal e acadêmico. Além de tudo isso, ainda vivi, durante algumas semanas, o período de distanciamento social em Portugal. Posso dizer que era um pouco assustador estar sozinho, sem a família, no meio de tanta incerteza gerada pelo surto do Covid-19. Fiquei aproximadamente 13 dias em casa, saindo apenas algumas vezes para ir ao supermercado. Espero poder retornar a Portugal muito em breve. Muitos sonhos e planos ainda ficaram pelo caminho, mas voltei com um sentimento enorme de gratidão por cada segundo vivido naquele país que aprendi a amar”.

Por fim, o granberyense agradeceu a equipe da FMG pelo apoio e incentivo para a realização do intercâmbio. “Gostaria de agradecer a Faculdade Metodista Granbery e ao Banco Santander pela oportunidade de viver essa experiência. Deixo registrado também meus agradecimentos especiais às professoras Eneida Campos e Isaura Barbosa, bem como aos professores Thiago Almeida e Bruno Farage. Através deles recebi todo o suporte que precisava durante meu período em Portugal, tanto na área acadêmica quando pessoal. Obrigado, mestres!!! Obrigado também à equipe de comunicação da FMG pela oportunidade de contar um pouco mais sobre como foi meu intercâmbio”, finalizou Gabriel.