Você está aqui: Página Inicial / Notícias / RECOMENDAÇÕES DE PREVENÇÃO DO VÍRUS A(H1N1)

RECOMENDAÇÕES DE PREVENÇÃO DO VÍRUS A(H1N1)

Juiz de Fora, 5 de asto de 2009
 

À Comunidade Granberyense,

Sabemos da preocupação atual com a situação provocada pela proliferação do vírus Influenza A (H1N1), causador da conhecida Gripe Suína. A Instituição, como de costume, está informando-se e mantendo o diálo fluido necessário com autoridades sanitárias e especialistas no assunto. Além disso, estamos trabalhando junto ao corpo docente e administrativo recomendando os procedimentos necessários para evitar o contágio e tomando algumas medidas, tais como:

- Orientações precisas estão sendo fornecidas ao pessoal de limpeza e manutenção da Instituição, bem como ao pessoal da cantina a respeito de dedicarem uma atenção especial às normas de higiene e desinfecção, adotando práticas usuais em casos de epidemias virais (por exemplo: uso abundante de detergente para as limpezas, extremar o cuidado com a lavagem das mãos e uso de máscaras para quem está diretamente ligado a serviços de alimentação);

- Os coordenadores do Colégio e da Faculdade e coordenações administrativas estão reforçando as conversas e diálos de maneira a preparar suas equipes com relação às recomendações de higiene que os mesmos devem seguir, bem como o que deve ser indicado aos alunos;

- Desinfecção dos teclados e mouses dos escritórios, bem como dos laboratórios de informática, local de uso comum dos alunos; a manutenção das práticas de limpeza de forma regular; e a comunicação contínua com especialistas e autoridades sanitárias a respeito do assunto em questão.

A fim de cuidar da própria saúde e também para contribuir para que o vírus não se propague, lhes recomendamos levar em consideração as informações que seguem.
Destacamos, também, que a consideração ao próximo e a solidariedade têm um papel fundamental. Nesse sentido, pedimos que os estudantes e funcionários em condições de febre ou sintomas que se assemelhem à gripe deixem de vir à aula, ou não compareçam às suas atividades normais de trabalho, com as devidas justificativas, evitando as possibilidades de contágio para si e para os demais. Recordamo-lhes que quando se ausentam por razões de saúde, estudantes e funcionários só podem reintegrar-se às suas atividades apresentando alta médica correspondente. Solicitamos também que seja comunicado à Instituição caso algum estudante/funcionário viaje a países onde possa estar exposto ao contágio, principalmente, se apresentar eventuais sintomas da gripe.

Sintomas que requerem atenção médica:
- Respiração agitada ou dificuldade para respirar;
- Cor azulada ou acinzentada sobre a pele;
- Vômitos;
- Dor ou pressão no peito ou abdômen;
- Desmaios repentinos;
- Confusão;
- Sintomas similares aos da gripe comum;

Aspectos de higiene e desinfecção, que devem ser seguidos nas escolas e difundidos em toda a comunidade educacional:

- Extremar hábitos de higiene pessoal e dos espaços físicos compartilhados;
- Manter limpas e desinfetadas as superfícies, especialmente, de banheiros, cozinhas, bem como utensílios tais como copos, talheres, etc.;
- Arejar e ventilar os ambientes de alta circulação ou aglomeração de pessoas, ainda que as temperaturas sejam baixas;
- Proteger o nariz e a boca com lenços ao tossir ou espirrar;
- Utilizar lenços descartáveis;
- Jogar no lixo o lenço depois de utilizá-lo;
- Recomenda-se não acumular lixo, mantendo os cestos limpos;
- Lavar as mãos cuidadosamente com água e sabão durante 15 a 20 segundos, pelo menos, especialmente depois de tossir ou espirrar. (Os desinfetantes para as mãos à base de álcool em gel são bastante eficazes).

Acreditamos que, com estas pequenas mudanças em nossa rotina, poderemos evitar e/ou reduzir o contágio em nossa instituição e em nossas casas.

Mais informações sobre o vírus Influenza A (H1N1) podem ser obtidas em:
Portal do Ministério da Saúde (http://www.saude.v.br) ou pelo Disque-Saúde – 0800 61 1997