Você está aqui: Página Inicial / Educação Metodista passa a contar com Gerência de Comunicação e Marketing

Educação Metodista passa a contar com Gerência de Comunicação e Marketing

Educação Metodista passa a contar com Gerência de Comunicação e Marketing

O setor de Comunicação e Marketing da Educação Metodista passou por uma reconfiguração organizacional e, a partir de agora, passa a se chamar Gerência de Comunicação e Marketing, sob a liderança do professor Jorge Vidigal da Cunha. O professor Luciano Sathler passa a responder pela Diretoria Nacional de Educação a Distância (EAD), com o desafio de fortalecer ainda mais a modalidade e expandir o EAD para outras instituições da Educação Metodista.

A Gerência é a responsável pelas áreas de Comunicação e Marketing de todas as instituições da Educação Metodista, tanto da Educação Básica, quanto do Ensino Superior. O setor compreende diversas áreas, como Captação e Retenção; Centrais de Atendimento; Convênios com Empresas e Eventos; Inteligência de Mercado; Processo Seletivo; Produção de Conteúdo; e Tecnologia de Marketing, promovendo uma comunicação integral com diversos públicos, desde alunos, pais de alunos e responsáveis, ex-alunos, futuros alunos, professores, funcionários técnico-administrativos, jornalistas e parceiros das instituições.

Jorge Vidigal enxerga este processo como uma continuidade em um trabalho que já vem sendo realizado: “Na realidade, assumindo essa nova função, eu vou dar continuidade em um trabalho que já está caminhando bem que é a comunicação junto às instituições da Educação Metodista, compreendendo a Educação Básica e o Ensino Superior. O setor já está bem adiantado em termos do Marketing de Conteúdo e, como hoje a comunicação online está com uma força bem maior do que a offline, nós estamos cada vez mais com profissionais bem capacitados para entender e comunicar através da mídia online”.

O Gerente aponta como foco principal otimizar cada vez mais a comunicação entre todas as instituições de ensino, tanto da Educação Básica, quanto Superior para que não haja nenhum atraso ou ruído na comunicação, visando o bom atendimento aos alunos nos vários setores. “São os nossos alunos o mais importante nesse processo todo”, acredita Vidigal. “Então, se nós temos uma boa comunicação, obviamente que os alunos serão bem comunicados, terão segurança nas informações”.

A centralização em São Paulo e o trabalho coordenado com as instituições da Educação Metodista também são destacados por Vidigal. “A demanda de trabalho da Educação Metodista, centralizada em São Paulo, possibilitou reduzir os custos que tínhamos anteriormente, pois foram feitas reestruturações nas áreas de Comunicação de todas as Instituições de Ensino, otimizando para a Educação Metodista como um todo. Nas Instituições de Ensino nós temos pessoas-chave para atenderem às demandas, subordinadas aos gestores de cada área, e está fluindo bem, está sendo uma comunicação boa e estamos atendendo às demandas com o apoio regional de todos aqueles que fazem parte da comunicação, que se reportam a Gerência de Comunicação e Marketing”, explica.

O Diretor Geral da Educação Metodista, Robson Ramos de Aguiar, se mostra bastante otimista com a nova configuração: “A minha expectativa é a melhor possível. Trazendo o Jorge Vidigal para essa Gerência, estamos com muita esperança de que as coisas vão caminhar ainda melhores do que vieram até este momento”.

Robson também destaca a necessidade de um olhar geral para o atendimento da Educação Metodista e um olhar particular para a Educação Básica, o Ensino Superior, e as especificidades de cada região: “Também acreditamos que vamos prestar um bom serviço de marketing para cada unidade, com um foco bem diferenciado, respeitando as regionalidades, e respeitando também quem seria o nosso cliente em relação à unidade. Nós temos as universidades, centros universitários, colégios, em que a nossa parte de marketing e comunicação são bem distintas e devem atingir a um público também distinto”, explica.

O trabalho com a Educação a Distância também é ressaltado pelo Diretor. A ideia é ter uma proposta de comunicação e marketing para o EAD, de modo a atingir locais onde não existem unidades presenciais, mas que são importantes levar o nome da Educação Metodista. “A nossa proposta de marketing vai ser bastante adequada e otimizada, pois estamos vivendo um momento onde o País está fazendo ajustes nos seus custos, fazendo mais com menos”, finaliza Robson.